Carnaval Holândes: com festas suspensas no mundo todo, conheça um pouco dessa tradição que não é só brasileira

Durante período de comemoração, chave e comando de cada cidade são passados para o “Príncipe do Carnaval”

Com festas e bailes suspensos ou adiados, o Carnaval de 2021 será completamente diferente para os brasileiros. E essa deve ser a mesma estratégia adotada em outros países que também tinham essa festa como tradição nesse período. Muita gente não sabe, mas o Carnaval é também celebrado ao redor do mundo. Com três dias de festa e muitas celebrações típicas, essa comemoração acontece, por exemplo, na Holanda no mesmo período em que os brasileiros vão para a folia. Apesar da semelhança nas cores, fantasias e decorações, a tradição holandesa traz suas particularidades e traços regionais, que deixam a festa ainda mais curiosa para quem conhece o Carnaval do Brasil.

Na Holanda, a festa de Carnaval começa quando o prefeito da cidade, em uma cerimônia com todas as autoridades locais, passa o governo para o “Príncipe do Carnaval”, personagem que irá comandar a cidade durante os três dias de comemorações. Além disso, para acompanhar a mudança no governo, o nome e a bandeira também são alterados. Em Maastricht, um dos principais pólos do Carnaval Holandês, o nome se torna “Mestreech”, por exemplo.

Festa nas ruas

Os foliões se espalham pelas ruas assim como no Brasil, reunindo amigos e familiares. Na Holanda, é comum levar familiares para as celebrações e, grande parte das vezes, os que mais aproveitam a festa são os idosos. “A cultura holandesa preza pela união familiar e companheirismo, por isso, o Carnaval é uma festa para celebrar com os parentes e um momento para levar alegria para os anciãos de cada lar”, explica a coordenadora do Global Integration da Associação Cultural Brasil Holanda, Marina van der Vinne.

E as fantasias também tomam conta das ruas, com muitas cores e adereços. Porém, como a celebração holandesa é realizada no inverno, as roupas são voltadas para garantir o calor e também conforto durante os três dias de folia. “O inverno holandes é muito rigoroso, por isso, todas as vestimentas são pensadas para terem muitas camadas e também serem confortáveis para caminhar pelas ruas”, conta Marina.

Humor e ironia

Nos trajes e também carros alegóricos, menores do que os brasileiros, é comum perceber críticas aos políticos locais ou sátiras. Além disso, as fantasias visam sempre um lado engraçado ou até mesmo “esquisito”, e não somente a beleza ou o corpo. “Os holandeses são, em sua maioria, mais reservados. Porém, no feriado de Carnaval, é um momento em que todos se abrem para brincadeiras, sátiras e folia, sempre respeitando os valores da cultura”, explica a coordenadora.

Na Holanda, o Carnaval é celebrado durante três dias e na região Sul do país, predominantemente católica. Na região Norte, com maioria protestante, o feriado ainda não é tão celebrado.

Por: Central Press.